Enfrentamento à pandemia da Covid-19 no Espírito Santo ganha destaque em livros da Rede Unida

13/01/2023 07h31 - Atualizado em 16/01/2023 08h31

A experiência exitosa do Espírito Santo no combate à pandemia da Covid-19 é o tema de seis livros escritos por profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) no âmbito estadual e municipal e publicados pela Rede Unida.

As publicações contam com capítulos escritos por servidores da Secretaria da Saúde (Sesa) e dos municípios capixabas, além de profissionais do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), e podem ser acessados pelo site https://editora.redeunida.org.br/editora-rede-unida/catalogo/ 

O livro “Inovações na Gestão em Saúde e a Resiliência do SUS: a experiência capixaba na resposta à Covid-19” conta a gestão da Sesa de 2019 a 2022 e mostra a sistematização das inovações e tecnologias desenvolvidas no Estado, como também o compartilhamento das iniciativas e da gestão e ensino. O material pode ser acessado em https://editora.redeunida.org.br/project/inovacoes-na-gestao-em-saude-e-a-resiliencia-do-sus-a-experiencia-capixaba-na-resposta-a-covid-19/ 

De acordo com o diretor do ICEPi, Fabiano Ribeiro, a gestão estadual do SUS desenvolve e organiza o ecossistema de inovação com a estruturação de programas e projetos que garantem grande resiliência ao sistema de saúde capixaba. “Os profissionais escreveram o que de fato é o cotidiano de trabalho, falaram com propriedade o que vivenciaram no dia a dia no Sistema de Saúde. Esse é o nosso papel”, explicou.

Para compor os livros, foram realizadas entrevistas com gestores estaduais, municipais e profissionais com experiências vividas durante a pandemia e o trabalho desenvolvido no cotidiano. Ainda foram utilizados dados de sistemas de informação do SUS, além de uma ampla pesquisa documental.

O coordenador-geral da Rede Unida, Alcindo Antônio Ferla, destacou que as publicações foram construídas a muitas mãos para sistematizar a experiência de escrever sobre um trabalho intenso realizado durante a pandemia. “Esses livros materializam muito mais que o trabalho de cada um, mas são um verdadeiro incentivo para o Sistema de Saúde”, disse.

Títulos já lançados

- “Aprendizagem Significativa para Desenvolvimento dos Sistemas Locais de Saúde: a experiência da inovação-formação em serviço do Espírito Santo”, disponível em https://editora.redeunida.org.br/project/aprendizagem-significativa-para-desenvolvimento-dos-sistemas-locais-de-saude-a-experiencia-da-inovacao-formacao-em-servico-do-espirito-santo/ 

- “A Pandemia e os Territórios Capixabas: encontros e inovação na produção de saúde”, disponível em https://editora.redeunida.org.br/project/a-pandemia-e-os-territorios-capixabas-encontros-e-inovacao-na-producao-de-saude/ 

Novos lançamentos

Outros três livros, também sobre a experiência exitosa do Estado, ainda serão lançados pela editora Rede Unida. São eles:

- “Gestão do Trabalho nas Redes de Saúde: aprendizagens no desenvolvimento do Sistema Único de Saúde no Espírito Santo”;

- “Redes Intersetoriais e a Produção de Saúde: percursos no território capixaba”; e

- “Educação na Saúde como Inovação: a experiência capixaba de fortalecimento do Sistema Único de Saúde”.

Compartilhamento de experiência

Compartilhar as estratégias adotadas pelo Espírito Santo no combate à pandemia é gratificante para os diferentes autores que contribuíram para a construção dos livros.

A coordenadora do Núcleo Interno de Regulação (NIR) e do Escritório de Gestão de Altas (EGA), Emília Marchette, detalha que as ações do ICEPi são referência para que outras iniciativas sejam desenvolvidas no SUS. “No artigo, a equipe de Medicina Hospitalar (MH) compartilhou as inovações implementadas nos hospitais da rede estadual e os resultados alcançados. Esperamos que gestores de outros estados possam se inspirar e adotar as estratégias exitosas que se desenvolvem no Espírito Santo”, pontuou.

Os projetos citados fazem parte do Programa de Gestão do Acesso e da Qualidade da Assistência nas Redes de Atenção à Saúde (PGAQ), assim como o Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP) e a Autorregulação Formativa Territorial (ARFT).

Informações à Imprensa:

Coordenadoria de Comunicação em Saúde – Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi)
Gabriel Torobay / Mayra Scarpi
icepi.comunicacao@saude.es.gov.br 

Busca