Núcleo de Especialidades de Cachoeiro de Itapemirim inicia implantação do Prontuário Eletrônico

28/06/2022 16h13 - Atualizado em 28/06/2022 16h34

Mais uma unidade especializada da Secretaria da Saúde (Sesa) entrou em processo de informatização dos dados. Em maio deste ano, o Núcleo Regional de Especialidades de Cachoeiro de Itapemirim (NRECI), que atende a 26 municípios da Região Sul de Saúde, deu início à implantação do Prontuário Eletrônico do Cidadão por meio da plataforma E-SUS APS Multimunicipal.

A implantação tem contado com apoio da Superintendência Regional Sul de Saúde, por meio da Coordenação de Atenção Primária da Região Sul, e do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação (ICEPi), junto da Gerência de Tecnologia da Informação (GTI).

Está a cargo do Programa de Desenvolvimento de Tecnologias da Informação e Comunicação e Estímulo à Inovação Aplicadas à Saúde (PROTICSUS), do ICEPi, o trabalho de planejamento, implementação, monitoramento e controle do projeto de expansão do sistema.

O sistema é do Ministério da Saúde e desenvolvido para a Atenção Primária à Saúde (APS), que teve sua expansão para a Atenção Especializada. O e-SUS APS é um software em que todas as informações clínicas e administrativas do paciente ficam armazenadas, tendo como principal objetivo informatizar o fluxo de atendimento do cidadão.

Acompanhamento da implantação

A coordenadora do Sistema e Gestão da Informação em Atenção Primária e de Vigilância em Saúde, Thais Malbar, a supervisora Nilceia Cassimiro, e o coordenador de Sistemas Legados, Alex Sandro de Freitas, estiveram em Cachoeiro em junho para acompanhamento da implantação do e-SUS APS.

“É muito gratificante implantarmos soluções tecnológicas que impactam diretamente na melhoria do atendimento ao cidadão. O uso do prontuário eletrônico possibilita o compartilhamento do histórico clínico do cidadão com os profissionais dos municípios e estabelecimentos especializados que aderem ao sistema, possibilitando a continuidade na linha de cuidado e informações para a gestão para implementação de ações em saúde”, explica Thais Malbar.

“Houve uma ótima aceitação por parte de todo o nosso quadro de servidores e isso facilitou muito em todo o processo de implantação. Nossa percepção é que essa ferramenta, após nosso primeiro mês de uso, agilizou todo o nosso processo de trabalho, desde a recepção, onde se dá a entrada do usuário no Sistema Único de Saúde (SUS), até o atendimento, facilitando a consulta médica na emissão de receita, atestado, declaração e outros. Conversando com alguns desses profissionais, a fala é de satisfação e agradecimento por estarmos oferecendo uma ferramenta que facilite o trabalho”, salienta o chefe do Núcleo Regional de Especialidades de Cachoeiro, Francisco Alexandre de Oliveira.

“Para os servidores administrativos, o encanto é a diminuição da circulação de papel. Como ferramenta de gestão, observamos que temos ótimos indicadores e relatórios que podem ser extraídos do sistema e que nos submetem a dados e informações precisas no funcionamento de nossa unidade”, completou Oliveira.

Já a referência para treinamento e apoio na implantação do PEC no NRECI, Michele Thiebaut, afirma que “a implantação do Prontuário Eletrônico do Cidadão tem sido vista com entusiasmo pelos servidores do Núcleo Regional, sobretudo os médicos, que são os principais usuários dessa plataforma, pois poderão compartilhar suas escritas com a Atenção Primária e outros locais que fazem uso do sistema. Essa ferramenta foi bem-vista também pela equipe da recepção, que registra a entrada do paciente de forma mais efetiva”.

Mais adesões ao PEC

A coordenadora da APS da Região Sul, Mayara Sader, explica que o Centro de Apoio Psicossocial de Cachoeiro de Itapemirim (Caps II) e alguns municípios da Região Sul também fazem uso do e-SUS APS.

“A utilização dessa plataforma contribui significativamente para a consolidação dos dados produzidos na Atenção Primária à Saúde, além de não ter custo para o município, que pode contar com a hospedagem, manutenção, backup e suporte ofertados pela Sesa”, pontua.

Informações à Imprensa:

Coordenadoria de Comunicação em Saúde – Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi)

Gabriel Torobay / Mayra Scarpi / Mariela Pitanga

icepi.comunicacao@saude.es.gov.br 

Assessoria de Comunicação – Superintendência da Regional Sul de Saúde
Felipe Bezerra

Busca