Pesquisa


O ICEPi desenvolve e apoia a execução de projetos de pesquisa, impulsionando descobertas científicas, a produção de conhecimento e ferramentas para resolução dos problemas de saúde contemporâneos. Com o objetivo de incorporar os resultados das pesquisas no sistema e serviços de saúde, o instituto fomenta pesquisas em serviço, que estuda como fatores sociais, sistemas de financiamento, processos e estruturas organizacionais, tecnologias de saúde e comportamento de pessoas afetam o acesso, qualidade e custos dos serviços de saúde.

A pesquisa tem um caráter estratégico e por meio do desenvolvimento científico é possível diminuir desigualdades regionais com a incorporação de pesquisas na produção cotidiana do cuidado em saúde, ampliando e qualificando o acesso à saúde, além de fornecer informações qualificadas para a construção e monitoramento de políticas públicas.

O ICEPi também estabelece ações de cooperação nacional e internacional e é responsável por coordenar as pesquisas no âmbito da Secretaria de Estado de Estado da Saúde do Espírito Santo, regulamentando procedimentos para que os próprios servidores possam contribuir com o desenvolvimento da pesquisa científica em saúde. 

Outro foco do instituto são as análises, registros e autorizações para a realização de pesquisas externas vinculadas a Instituições de Ensino Superior no âmbito do SUS e que estão sob gestão da SESA, além da prospecção de parcerias com outras instituições para execução de projetos de pesquisas de interesse comum.


PESQUISAS NO ÂMBITO DA SESA

15

Grupos de Pesquisa

60

Pesquisas em andamento

30

Setores envolvidos

+ 180

Pesquisadores cadastrados


GRUPOS DE PESQUISAS

  • Núcleo de Pesquisa em Gestão e Interprofissionalidade na Saúde (NUPEGIS)
  • Formação no Âmbito das Residências em Saúde - ICEPi
  • Comunicação e Saúde - ICEPi
  • Medicamentos e Políticas Públicas - GEAF/ICEPi
  • Gestão e Práticas Hospitalares - UIJM
  • Nutri SulCapixaba - UIJM/HSJC
  • Hematologia - HEMOES
  • Hemoterapia - HEMOES
  • Gestão Pública em Saúde - GECORP
  • Acompanhamento de Reabilitação Neurológica - CREFES
  • Toxina Botulínica para Doenças Neurológicas - CREFES
  • Grupo de Estudos, Pesquisa, Inovação e Intervenção em Vigilância Sanitária - NEVS
  • Grupo de Estudo e Pesquisa em Saúde do Trabalhador do ES - GEPSAT - NEVSAT
  • Georreferenciamento da Morbidade Compulsória - GEOMORB - II - NESIS
  • Judicialização em Saúde - GEDEJ

♦ PESQUISA VIANA VACINADA

O Projeto Viana Vacinada é um estudo científico denominado “Efetividade, Segurança e Imunogenicidade da Meia Dose da Vacina ChAdOx1 nCoV-19 (AZD1222) para Covid-19”, que tem o intuito de avaliar a capacidade da meia dose da vacina AstraZeneca (Oxford/Fiocruz) em reduzir o número de casos de Covid-19 na cidade de Viana, que fica na Grande Vitória.

O estudo é coordenado por equipes de pesquisadores do Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes, da Universidade Federal do Espírito Santo (Hucam-Ufes/EBSERH) e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O projeto é executado por meio de uma parceria entre o Ministério da Saúde (MS), Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a Fiocruz, Hucam-Ufes, Secretaria da Saúde (Sesa), através do ICEPi, e Prefeitura de Viana.


♦ PROJETO DE PESQUISA INQUÉRITO SOROLÓGICO

Outra pesquisa de grande impacto social é o inquérito sorológico que recebe o apoio do ICEPi e tem como objetivo estimar o percentual de casos de Covid-19 em estudantes e trabalhadores das redes estadual, municipal e privada de Ensino Fundamental e Médio do Espírito Santo.

O Inquérito Sorológico Escolar foi realizado em 13 municípios do Estado que trazem a representação populacional capixaba. São eles: Afonso Cláudio, Alegre, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Linhares, Marataízes, Nova Venécia, Santa Maria de Jetibá, São Mateus, Serra, Vila Velha e Vitória. Entre os municípios, 76 instituições de ensino, entre escolas particulares, estaduais e municipais foram sorteadas. Foram realizadas as coletas em 3.062 estudantes e 3.922 profissionais.


♦ PROJETO DE PESQUISA INCIDÊNCIA DE ATROFIA MUSCULAR ESPINHAL (AME) 5Q NO ESPÍRITO SANTO NO PERÍODO NEONATAL

Trata-se de um estudo piloto de utilização de teste genético em papel de filtro para identificar a Atrofia Muscular Espinhal 5q (AME 5q). A realização de testes de triagem neonatal é uma intervenção efetiva na detecção de doenças congênitas passíveis de tratamento e/ou de instituição de medidas preventivas em recém-nascidos assintomáticos, além de ajudar no aconselhamento genético dos familiares.

Os resultados do estudo poderão colaborar com a implementação e com uma possível antecipação do momento da inclusão da AME5q no Teste de Triagem Neonatal Ampliado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A pesquisa é uma parceria entre o ICEPi, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE - Vitória), Universidade Federal do Rio de Janeiro, (UFRJ), Universidade Federal de São Paulo, (UNIFESP), Laboratório DLE, Genética Humana, Doenças Raras e Genômica – Grupo Pardini.


ACESSO PARA PESQUISADORES


CONTATO

 icepi.pesquisa@saude.es.gov.br

Telefone: (27) 3198-0224