Residentes do ICEPi passam a integrar a Atenção Primária à Saúde capixaba

12/05/2022 17h11 - Atualizado em 12/05/2022 17h20

“Uma especialização que alia prática e teoria nos torna profissionais cada vez mais preparados para fazer a diferença dentro do Sistema Único de Saúde (SUS)”. Com essas palavras a assistente social Glauziana Veronez resume o Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi). Agora formada, a profissional foi selecionada para atuar no Programa Estadual de Qualificação da Atenção Primária à Saúde, o Qualifica-APS, por meio do componente de Provimento e Fixação de Profissionais, também desenvolvido pelo ICEPi.

A profissional está atualmente na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Ayrton Senna, em Colatina, mesmo local que foi o campo de prática durante o período de sua residência. “Minha experiência na residência foi intensa e agregadora. Não tenho dúvidas de que nenhuma outra especialização ou pós-graduação nos proporciona o conhecimento técnico, científico e prático que a residência nos trouxe”, explicou.

Para a coordenadora dos Programas de Residências, Juliana Mariano, "é muito gratificante saber que profissionais formados pelas Residências do ICEPi agora estão no Provimento e Fixação de Profissionais, dando continuidade ao trabalho realizado nas UBS e contribuindo para o fortalecimento da APS. Assim, podem seguir com a formação em serviço proporcionada pelo Instituto".

Da residência à atuação em campo, fortalecimento do SUS

A formatura foi realizada na semana passada, em Vitória. E assim como Glauziana Veronez, outros profissionais que foram residentes em Saúde da Família também começaram a atuar nos municípios por meio do Provimento.

É o caso da fonoaudióloga Luana Roberta Oliveira Costa, que está em uma UBS de Cariacica. “Vi na residência uma oportunidade de avanço no meu currículo, além da incrível vivência no Sistema Único de Saúde e na Atenção Primária à Saúde como fonoaudióloga, compondo a equipe multidisciplinar. A Residência Multiprofissional em Saúde da Família amplia as ofertas e serviços de saúde à comunidade e com qualidade. Esse é o ponto chave”, destacou Luana.

Para a enfermeira Lairane Barros, integrar a equipe do Provimento será uma oportunidade para “dar continuidade a alguns dos meus trabalhos da residência na comunidade e aproveitar também para ajudar os novos residentes”. Ela vai continuar atuando na UBS de Coqueiral de Aracruz, campo de prática em que atuou como residente.

Quem também vai continuar fortalecendo a saúde no campo de prática da residência é a psicóloga Sabrina Gusmão Pimentel. Pelo Provimento, ela vai ficar na UBS do bairro Bela Vista, em Colatina. “Estou com boas expectativas por já conhecer o território e a equipe de saúde. Sinto-me à vontade para dar continuidade ao trabalho que já vinha sendo feito”, afirmou.

Programa Estadual de Qualificação da Atenção Primária à Saúde (Qualifica-APS)

Os Programas de Residências Médicas e Multiprofissionais e o componente de Provimento e Fixação de Profissionais fazem parte do Programa Estadual de Qualificação da Atenção Primária à Saúde (Qualifica-APS). Criado em 2019, o objetivo é fortalecer a APS.

Para serem selecionados, os profissionais participam de editais, que são divulgados no site https://icepi.es.gov.br/editais/abertos.

Informações à Imprensa:

Coordenadoria de Comunicação em Saúde – Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi)

Gabriel Torobay / Mayra Scarpi / Mariela Pitanga

icepi.comunicacao@saude.es.gov.br 

Busca